Mais de metade das crianças portuguesas não come fruta suficiente

O estudo concluiu que 65% das crianças não segue a recomendação da Organização Mundial de Saúde.

Mais de metade das crianças portuguesas não ingere a quantidade de fruta e legumes diária recomendada, segundo um estudo da Associação Portuguesa Contra a Obesidade Infantil (APCOI) divulgado esta segunda-feira.

Para a realização do estudo foram analisadas 17.698 crianças entre os dois e dez anos de idades de escolas e jardins-de-infância de todo o país. Verificou-se que seis em cada dez não come a quantidade diária recomendada de frutas e legumes, ou seja 65% não cumpre a recomendação da Organização Mundial de Saúde – comer, no mínimo, três porções de fruta e duas porções de legumes por dia.

As crianças entre os seis e sete anos de idade são as que mais se destacam por serem a que menos consomem estes alimentos. E quando observado por regiões os Açores apresentam a maior percentagem de crianças com consumo inferior ao recomendado (84,7%), seguindo-se o Algarve com 78,2%.

Os investigadores concluíram ainda que mais de metade dos alunos que almoçam na cantina da escola não incluem legumes no seu prato (54,5%). Esta investigação foi feita no ano letivo passado no âmbito da implementação da 6ª edição do projeto “Heróis da Fruta – Lanche Escolar Saudável”.

Fonte : Jornal i