Governo manda fabricar 800 mil carteiras escolares com madeira apreendida

O Governo moçambicano vai mandar fabricar mais de 800 mil carteiras escolares a partir de madeira confiscada por estar em situação ilegal, indicou hoje o Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano (MINEDH).

Falando durante o Conselho Coordenador do MINEDH, a titular da pasta da Educação, Conceita Sortane, disse que, no total, serão produzidas 824.361 carteiras escolares entre este e o próximo ano.

Conceita Sortane adiantou que as carteiras serão distribuídas pelas escolas do ensino primário do país nos próximos dois anos.

Em março, o Ministério da Terra e Desenvolvimento Rural de Moçambique lançou a campanha “Operação Tronco”, visando a confiscação de madeira ilegal, como forma de estancar a delapidação de recursos florestas no país.

Com a campanha, as autoridades moçambicanas esperavam apreender 700 mil metros cúbicos de madeira ilegal, avaliada em 20 mil milhões de meticais (279 milhões de euros).

Na altura, o ministro da Terra e Desenvolvimento Rural moçambicano afirmou que o país perde por ano, no mínimo, 150 milhões de dólares (140,7 milhões de euros) em contrabando da madeira, classificando a situação como “um roubo à luz do dia”.

Fonte : Lusa