Vão ser precisos mais auxiliares para tomar conta dos alunos

O alerta é da associação de diretores de agrupamentos e escolas públicas perante a decisão do governo em tirar meia hora de aulas por dia ao 1º ciclo.

A Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas (Andaep) acredita que o horário dos alunos do 1º ciclo não vai ser afetado pela decisão do Ministério da Educação em tirar meia hora de aulas por dia, tempo esse que volta a fazer parte do tempo letivo dos professores.

Ouvido pela TSF, Filinto Lima, presidente da Andaep fica satisfeito com a decisão do governo mas acredita que o horário de inicio e fim de aulas vai manter-se, devendo os 30 minutos de folga para os alunos ser acrescentados à hora do almoço.

Nas circunstâncias de um intervalo mais alargado, Filinto Lima admite que vão ser precisos mais funcionários para tomar conta dos alunos.

Contactado pela TSF, o sindicato dos trabalhadores em funções públicas e sociais – que representa os auxiliares das escolas – revelou que tem marcada para esta quinta-feira uma reunião no Ministério da Educação pelo que não quer prestar ainda qualquer declaração.

Desde o tempo do antigo ministro da Educação Nuno Crato, do governo anterior, que essa meia hora do intervalo da manhã está excluída do horário letivo dos professores. A partir de setembro, ela volta a contar. O Jornal de Notícias conta que a medida pode obrigar a reorganizar os a reorganizar os horários dos alunos.

Fonte : TSF