Afluência recorde entupiu urgências do Hospital de Vila Franca de Xira

Houve utentes que tiveram de se sentar no chão porque as cadeiras disponíveis nas salas de espera não seriam suficientes. Hospital explica com pico de doenças do foro respiratório.

Vários utentes reclamaram, na segunda-feira, contra os elevados tempos de espera com que se estavam a confrontar nas urgências do Hospital de Vila Franca de Xira. Alguns falavam mesmo de mais de oito horas de espera para atendimento quando  o tempo de referência fixado no método de triagem é de quatro horas para os casos considerados menos graves.

 

O Hospital de Vila Franca de Xira desmente esta versão e assegura que, na segunda-feira (normalmente o dia da semana com maior afluência às urgências), “a equipa das urgências estava completa e não houve qualquer questão de falta de médicos”. De acordo com uma fonte oficial da unidade hospitalar – gerida pela Escala Vila Franca, empresa do Grupo Mello – “foi sobretudo a enorme afluência” de utentes que criou problemas, especialmente entre as 10h00 e as 11h00 da manhã de dia 26.

Segundo a mesma fonte, na segunda-feira entraram 495 pessoas nos serviços de urgência do Hospital, das quais 314 na urgência geral (adultos). Em média, ao longo do ano, afluem diariamente às urgências do Hospital vila-franquense cerca de 230 pessoas, pelo que a afluência de dia 26 foi a segunda mais elevada do ano.

É superada apenas pelo registo do passado dia 12 (também uma segunda-feira) em que entraram na unidade hospitalar 683 casos urgentes, dos quais 280 na urgência de pediatria. Em causa estão, principalmente doenças do foro respiratório, já habituais neste período do ano. O Hospital de Vila Franca de Xira serve os cerca de 250 mil habitantes dos concelhos de Alenquer, Arruda, Azambuja, Benavente e Vila Franca.

Fonte : Público