Só foram ainda contratados 100 professores para o programa de sucesso escolar

2016111510

O ministro referiu que tinham sido afectados a este programa mais de 1000 docentes, mas a maior parte já se encontrava nas escolas.

O Ministério da Educação (ME) esclareceu, nesta terça-feira, em resposta ao PÚBLICO, que foram contratados cerca de 100 professores no âmbito do Programa Nacional para o Sucesso Escolar.

Na semana passada, o ministro Tiago Brandão Rodrigues indicou no parlamento que tinham sido chamados para este programa mais de mil docentes, por contratação directa e indirecta. Na mesma audição tinha referido anteriormente que tinham sido “alocados” mais de 1500 docentes às iniciativas de promoção do sucesso escolar, incluindo as tutorias que abrangerão cerca de 25 mil alunos.

Esta terça-feira, de novo no Parlamento, o PSD interpelou o ministro, alegando ter conhecimento que não fora ainda contratado nenhum professor com este fim. O ministro não respondeu.

Na resposta ao PÚBLICO, o ME referiu que as escolas disseram necessitar de 900 professores para aplicar o programa. Porém, a maior parte dos que foram afectos a esta iniciativa já se encontravam nas escolas. São professores do quadro que estavam com horário reduzido ou sem turmas para ensinar, os chamados horário zero, especifica o ME, sem contudo revelar quantos são os que estão nesta situação.

Os que estiverem em falta serão contratados através de verbas comunitárias, por via do Programa Operacional Capital Humano.

A interpelação do PSD sobre estas contratações foi feita pelo deputado Duarte Marques. O ministro não voltou aos números dos professores colocados, mas acusou o deputado do PSD de não ter sequer a “nobreza dos respingadores” que têm de mexer no lixo. Na semana passada tinha considerado que o deputado do PSD se assemelhava a um “mineiro à procura da pepita de ouro”.

Fonte : Público