Palmadas não disciplinam as crianças, deixam-nas agressivas

2016042704Estudo norte-americano conclui que as repreensões ou castigos físicos têm efeitos negativos na vida da criança a longo prazo.

Dar uma palmada no ‘rabiosque’ ou noutra extremidade de uma criança ajuda a educar? Estudo diz que este método de repreensão ou castigo não só não disciplina as crianças como as deixa mais agressivas.

De acordo com o estudo realizado por investigadores da Universidade do Texas em Austin e da Universidade de Michigan, as crianças que sofrem castigos físicos são mais propensas a desafiar os pais, ter um comportamento antissocial, a ser mais agressivas, ter problemas de saúde mental e dificuldades cognitivas.

A investigação publicada recentemente na revista científica Journal of Family Psychology reviu estudos desenvolvidos ao longo de 50 anos sobre o assunto, envolvendo mais de 160 mil crianças.

“Descobrimos que a palmada foi associada a resultados negativos não intencionais. Não foi associada a obediência imediata nem de longo prazo”, disse Elizabeth Gershoff, da Universidade do Texas em Austin e principal autora do estudo.

Para Andrew Grogan-Kaylor, da Universidade de Michigan, a mensagem deste estudo é que bater em crianças aumenta, na verdade, a probabilidade de resultados indesejados e tem um efeito oposto ao que os pais desejam com este ato.

Fonte : Notícias ao Minuto