Dragagens em Vila Franca de Xira vão custar 170 mil euros

2016042602As dragagens que vão ser feitas em vários locais do rio Tejo, na zona ribeirinha de Vila Franca de Xira e Alhandra, vão custar aos cofres do município cerca de 170 mil euros.

O objectivo é acabar com o forte assoreamento das margens que, em alguns casos, já impede a atracagem de embarcações.

Os trabalhos vão ser feitos pela câmara a expensas próprias depois da Agência Portuguesa do Ambiente ter dado um parecer favorável aos trabalhos, quase dois anos depois do pedido inicial feito pelo município.

Ao contrário do que O MIRANTE noticiou, as dragagens não vão ser feitas por intermédio de um contrato assinado com a Administração do Porto de Lisboa (APL).

Esse mesmo contrato, aprovado numa das últimas reuniões de câmara, diz respeito apenas à cedência de terrenos na Póvoa de Santa Iria tendo em vista o prolongamento do passeio ribeirinho até ao limite do concelho de Loures.

Uma terceira proposta de celebração de contrato com a APL, que foi retirada por suscitar dúvidas à oposição, continua à espera de ir a votação.

Fonte : O Mirante