Quatro estudantes acusados pela morte de três alunos em Braga

20151110_05O Ministério Público acusou quatro estudantes pela morte de três outros alunos na queda de um muro junto à Universidade do Minho, em Braga, aquando das festividades académicas em abril de 2014.

A acusação foi deduzida pelo Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) do Ministério Público da Comarca de Braga, a quatro estudantes, a quem imputa “a cada um deles a prática de um crime de homicídio por negligência”, segundo disse a Procuradoria-Geral Distrital (PGD) do Porto.

De acordo com a acusação, no dia 23 de Abril, pelas 17 horas, na Praceta do Vilar, na freguesia de São Vítor, em Braga, “no contexto das festividades académicas do “Enterro da Gata”, os quatro arguidos treparam a uma estrutura composta por alvenaria de tijolo e betão, com cerca de um metro e meio de altura e quatro metros de comprimento, destinada a albergar recetáculos de correio”.

“Fizeram-no como modo de celebrar a “vitória” do curso de engenharia informática, que frequentavam, sobre o de medicina, numa antecedente guerra de cursos” e aí permanecendo a cantar e a saltar”, como refere numa nota oficial hoje este órgão de cúpula do MP no Distrito Judicial no Norte.

“Os arguidos deram causa a que a estrutura rodasse sobre a sua base e caísse para a frente, colhendo quatro outros alunos de engenharia informática, cujos corpos ficaram sob a mesma, três dos quais viriam a morrer na sequência dos ferimentos sofridos”, conclui a PGD/MP do Porto.

Fonte : JN