Casal suicida-se depois de matar filha doente

2016041709_1Um casal suicidou-se depois de matar a filha, uma mulher de 28 anos com graves problemas de saúde. Os pais deixaram tudo explicado numa carta. Aconteceu na noite de quinta-feira, em Espanha.

O pai tinha 61 anos e era bancário reformado. A mãe tinha 57 e era enfermeira no Hospital de Vilafranca del Penedès. O homem terá ligado à polícia a avisar sobre o que estavam prestes a fazer. Quando as autoridades chegaram ao local, em Les Cabanyes, Barcelona, Catalunha, já estavam todos sem vida.

Segundo o jornal espanhol “El País”, que cita fontes da investigação, tratou-se de “um ato de desespero”. A filha, de 28 anos, sofria de uma incapacidade física e mental associada a problemas de saúde graves e irreversíveis. Vivia numa instituição, em Sitges, e passava os fins-de-semana com a família.

Antes do suicídio, alegadamente, com uma arma de fogo, o casal deixou tudo explicado numa carta. Enfrentavam grandes dificuldades para cuidar da filha e temiam pelo seu futuro se algum deles faltasse. O pai era caçador e tinha licença de porte de arma.

Ao outro filho deixaram algum dinheiro e várias cartas, explicando os motivos da sua trágica decisão.

O alcaide de Les Cabanyes, Francesc Olivella, decretou três dias de luto oficial. A família vivia naquela localidade há 25 anos. Os habitantes (cerca de 950) estão “muito consternados, disse o autarca à Europa Press.

Fonte : JN