Número de alunos em cursos vocacionais ‘dispara’

20150426_06No ensino vocacional os cursos são de dois anos mas, por padrão, há mais horas de aulas.

Para o ministério da Educação e Ciência, o ensino vocacional ainda é uma experiência-piloto. Porém, qualquer escola já pode submeter uma candidatura para um curso vocacional. E a verdade é que na prática esta modalidade de ensino que chegou sob a tutela de Nuno Crato tem cada vez mais adeptos.

O Diário de Notícias dá conta da evolução destes cursos desde esta via de ensino se implantou, a partir do ano lectivo 2012/2013.

Em 2012, eram 285 alunos. Agora, o número já chega aos 24.570.

Uma das vantagens deste género de ensino está relacionada com o facto de ser possível ter empresas a apoiar directamente os cursos. A PT, a EDP, a Sonae e o grupo Amorim são alguns dos ‘gigantes’ que deram atenção aos cursos vocacionais.

Ao todo, dá conta o mesmo jornal, são já mais de cinco mil empresas que patrocinam cursos vocacionais. E, neste momento, a oferta que começou pelo ensino básico já foi alargada ao ensino secundário.

Fonte : DN