Portuguesas já pensam duas vezes antes de fazer cesariana

2016042512_!O número de partos por cesariana, nos hospitais públicos, está a diminuir, conta o jornal i. Médicos e especialistas querem reduzir ainda mais este valor e preparam novas medidas.

O coordenador da Comissão Nacional para a Redução das Taxas de Cesarianas, Diogo Ayres de Campos, revelou ao jornal i que a taxa de cesarianas ficou abaixo dos 30% nos hospitais públicos. Esta é a primeira vez que se regista uma taxa tão baixa em 10 anos.

Incentivos financeiros os hospitais e mais informação às grávidas são as duas causas que se acreditam estar a contribuir para esta situação. Em breve haverá também novas normas clinicas e a publicação de mais panfletos informativos. Os médicos acreditam que criar um protocolo com as seguradoras para tornar o parto normal mais atrativo também seria uma boa solução.

Os resultados positivos no sistema de saúde público, não se refletem no setor privado, onde as taxas continuam muito elevadas.

Por isso, Ayres de Campos defende que é preciso que os médios e as suas equipas sejam mais assertivos no contra-argumento, ate porque os riscos são muito maiores, nomeadamente nas complicações, nas lesões dos órgãos adjacentes, no risco de tromboembolismo, na infeção nas cicatrizes e nos problemas na placenta. Para além disso, existem também mais riscos para o bebé.

Fonte : Jornal i