Crato autoriza um milhão em viagens

20141229_17Ministro da Educação já provocou mal-estar no seio do Governo pelas viagens que realiza.

A Direção-Geral de Educação (DGE) e a Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) vão gastar 1,1 milhões de euros em viagens e alojamento em 2015. A autorização desta despesa consta numa portaria de dia 23, assinada pelo ministro da Educação e Ciência, Nuno Crato, e pelo secretário de Estado Adjunto e do Orçamento, Hélder Reis. Segundo os dados disponíveis no Portal Base, que agrega as compras da Administração Pública, a DGE gastou este ano a mesma verba de 230 mil euros num contrato com a agência Escalatur. Os gastos da FCT não estão disponíveis no portal. Já o Gabinete do ministro Nuno Crato consta, entre outras estruturas do ministério que em 2014 gastaram 904 mil euros em viagens, num contrato com a Agência Tui.

O CM questionou o Ministério da Educação e Ciência sobre a despesa em viagens em 2015, mas não obteve resposta. As viagens de trabalho de Crato têm sido motivo de controvérsia no seio do Governo, segundo noticiou o ‘Expresso’. Uma deslocação a Itália para um encontro sobre telecomunicações em plena crise de colocação de professores terá gerado mal-estar no Executivo. O jornal garantiu que o ministro percorreu quase 160 mil km este ano – o equivalente a 4 voltas ao Mundo – passando por Brasil, China e México, entre muitos outros países.

Fonte : CM